A Defesa da Vida, onde mais for ameaçada, e dos Direitos Humanos, onde forem menos reconhecidos, com atenção privilegiada às pessoas mais pobres, exploradas e oprimidas.

Art.3 do Estatuto Social

 

Constituem objetivos sociais específicos da organização:

I denunciar e combater violações dos Direitos Humanos individuais ou coletivos dentro de sua área de atuação;

II  Promover atividades educativas sobre direitos básicos, individuais e coletivos dos/as cidadãos/ãs;

III    Divulgar os direitos individuais e coletivos inerentes à pessoa humana, previstos na Declaração Universal dos Direitos Humanos, na Constituição Federal do Brasil e nas Leis Ordinárias do país;

IV Defender os interesses infanto-juvenis garantidos pela Declaração Universal dos Direitos Humanos, pela Constituição Federal, pelo Estatuto da Criança e do/a Adolescentes previsto na Lei 8069/90, dentre outras Leis que regulam a matéria;

V Reivindicar o cumprimento das funções do Estado no que que se refere à execução das políticas públicas;

VI   Promover campanhas, ações de sensibilização e mobilização social contra a violência e violação de direitos humanos, em qualquer de suas formas;

VII Promover a radiodifusão e outros meios de comunicação e informação comunitária para a defesa da Vida e dos Direitos Humanos;

VIII  Trabalhar para a consecução dos objetivos do CDVDH/CB atuando nos campos da conscientização, formação cidadã, organização comunitária, assistência social, serviço social, atendimento psicossocial e jurídico de vítimas de violações de direitos humanos e/ou pessoas em situação de vulnerabilidade social. Dando seguimento aos casos concretos e promovendo atividades socioculturais, esportivas e educativas, formação profissionalizante, geração de emprego e renda e quaisquer outras atividades que possam favorecer o cumprimento dos citados objetivos. Atendendo através de suas ações crianças, adolescentes, jovens e pessoas adultas.

IX   A solidariedade, a cooperação e o respeito à diversidade para a construção de valores de cidadania e de inclusão social e produtiva;

X     A valorização e respeito a biodiversidade, diversidade cultural, religiosa, liberdade de credo e incentivo a educação para a cidadania ativa;

XI      Promoção do voluntariado;

XII     Promoção da assistência social;

XIII  Promoção da cultura, defesa e conservação do patrimônio histórico, artístico, material e imaterial;

XIV    Assessoria jurídica gratuita às pessoas hipossuficientes.